CASAIS DE MULHERES:



Inseminação intrauterina:



A primeira etapa é a estimulação da ovulação em uma das parceiras, que é feita através da aplicação subcutânea diária de um hormônio (FSH) que tem como objetivo principal o crescimento dos folículos dos ovários (estruturas que contém o óvulo). Após a estimulação, que dura em média 10 a 12 dias, é realizada a inseminação propriamente dita. A inseminação é um procedimento, via de regra, simples que consiste na introdução do sêmen doador dentro da cavidade uterina dessa mulher. Para isso, utiliza-se um cateter flexível que é introduzido pelo colo uterino. Não há necessidade de anestesia e a paciente recebe alta após 30 minutos.

Fertilização in vitro:



Os ovários de uma das mulheres são estimulados através de hormônios, de aplicação subcutânea, que tem como objetivo a obtenção de mais óvulos naquele ciclo menstrual. .

Após 10 a 12 dias de estimulação, é realizada a coleta dos óvulos sob anestesia geral (sedação). O médico utiliza ultrassom transvaginal com uma agulha específica que fura a parede da vagina e atinge os ovários, mais especificamente, entra em cada folículo estruturas que contêm o óvulo). Os óvulos são encontrados dentro do líquido aspirado. No mesmo dia, no laboratório, é realizado o processo de fertilização dos óvulos com sêmen doador.

Após 3 dias ou 5 dias, os embriões formados podem ser transferidos ao útero da própria mulher ou ao da parceira.

O tratamento todo tem duração média de 15 dias.

CASAIS DE HOMENS:



Para os casais masculinos, a FIV é a única opção. Os óvulos são obtidos através de uma doadora anônima e são fertilizados pelos espermatozoides de um dos parceiros, e os embriões formados são transferidos para o útero de uma parente de até 4º grau (mãe/filha, irmã/ avó, tia/sobrinha ou prima).

CONTATO